quarta-feira, 30 de julho de 2014

Ah, o amado inverno! E homens: comprem ou tirem do armário os casacos e os cachecóis!

O inverno está aí desde o dia 21 de junho, mas deu as caras em São Paulo, de verdade, nas últimas duas semanas, com termômetros marcando a máxima entre 15 e 18 graus. 

São Paulo me agrada, pois o frio aparece nesse tempo, ao contrário de outras cidades do país, onde inexiste inverno, mas aqui é possível apreciar o vento, a temperatura baixa, as comidas e os doces que ficam mais saborosos nessa época, do que em qualquer outra. 

Além disso, podemos ficar mais estilosos. Botas, de cano curto ou longo, casacos de várias cores, cachecóis e echarpes de variadas estampas. 

Mulheres adoram se vestir assim, mas também há homens que abrem o guarda-roupa e ficam ainda mais charmosos com sobretudos e cachecóis. Vou fazer um pedido! Rapazes, não deixem de usar a dupla, casaco e cachecol em contados dias de junho/julho invernal. Eu, pelo menos, aprecio muito! Vocês ficam tão maravilhosos!

Certa vez, numa época dessas, estava com algumas colegas de trabalho saindo para o almoço e um homem super chique estava usando um cachecol. Uma delas, virou e disse: "será que ele é gay? Dependendo do jeito que coloca o cachecol, denuncia". Oi? Achei o comentário patético e preconceituoso, por rotular alguém em razão da roupa que se veste e, por delimitar, na cabeça dela, o que "pode" ou "não pode" ser usado pelo sexo masculino, para se mostrar mais ou menos macho, deixando de apreciar a beleza ou bom gosto de determinado homem por, talvez, não ser ele hétero. E daí? Tenho preguiça de gente assim! E homens bobos que acham que usar um cachecol vai deixá-los menos machos, acordem e saiam da idade da pedra, por favor!

Portanto, homens, seres humanos do sexo masculino, abusem dos cachecóis e dos casacos, demonstrando toda a elegância, que fica mais apreciável nessa época do ano. 

Para inspiração, colo abaixo o look do ator inglês Benedict Cumberbatch, como Sherlock Holmes. O investigador mais famoso da literatura, enfrenta o dia a dia londrino com a indumentária cachecol + casaco. Não imagino homem mais chique que Sherlock! Além da interpretação irretocável da personagem, fãs comentam o modo como Sherlock se prepara para desvendar mais um crime. Falarei sobre a série espetacular da BBC, que pode ser vista também no Netflix, em outro post. Por enquanto, uma foto e um vídeo de Benedict enquanto Sherlock, e seus arrasadores casaco e cachecol. 



segunda-feira, 21 de julho de 2014

Depressão pós-Copa

A Copa do Mundo no Brasil acabou há uma semana e ainda deixa saudades. No período do evento, assisti ao máximo de jogos que pude e seguia todas as "mesas redondas" depois e lia portais e blogs que falavam de tudo relacionado à Copa. Nessa semana, ainda revi alguns jogos que estão sendo reprisados na TV a cabo. A louca!

Notei até que a minha outra paixão, a música, ficou um pouco de lado. Escuto música todos os dias e também leio muito sobre. Mas escutei apenas um disco de um dos meus artistas favoritos durante a Copa, o que é super estranho, já que ouço mais de um disco por semana. Hoje retomei as audições e consigo, aos poucos, ler outras coisas também.

Voltando à Copa! O clima em São Paulo estava contagiante. A Paulista ainda mais cheia de turistas do Brasil e do mundo, o que tornou o ambiente mágico, com as bandeiras de diversos países na fachada do Conjunto Nacional ou levadas nas costas dos torcedores, além de milhares de camisas verde e amarela passeando pela cidade. A Fifa fez belos vídeos sobre as cidades sede e, ao final do texto, há o link para o vídeo de São Paulo.




Não consegui ingresso para nenhum jogo disputado por aqui e não pude compartilhar da mistura das torcidas que encheu o metrô até a Arena Corinthians, por exemplo. Meu pai viu, de lá, o jogaço entre Inglaterra e Uruguai. Disse que a experiência de vir um jogo da Copa é incrível. Imagino! E vai ficar pra próxima. O problema é que não é em casa!

E agora que terminou e consigo escrever esse texto, está passando um filme pela minha cabeça sobre os melhores momentos para mim, listados abaixo, além dos vídeos que mais gostei. E resta esperar mais quatro anos pra ter tudo isso de novo!

1. Gols. Vou citar apenas três para a lista não ser longa. Gol de peixinho do Van Persie contra a Espanha, que é um dos gols mais lindos que eu já vi na vida; James Rodriguez duas vezes: domínio no peito e um chute no canto esquerdo do gol uruguaio e dois dribles e uma cavadinha pra finalizar a zaga japonesa. Robben e Messi também fizeram belos gols, mas ficarei com os três acima.
2. Torcida brasileira cantando o hino a capela, até depois da derrota humilhante para a Alemanha.
3. Defesas incríveis de vários goleiros, especialmente as do Neuer, que quase saiu jogando e só faltou fazer gol, hahaha
4. Seleção alemã dentro e fora de campo. Na visita aos índios logo na chegada a Santa Cruz Cabrália; Neur e  Schweinsteiger cantando o hino do Bahia com torcedores no meio da rua; torcendo para nós contra o Chile; dançando como os índios em volta da taça na comemoração do título e, claro, o belo futebol mostrado em campo, com vários jogadores se destacando a cada partida, com recorde de gols batidos por Miroslav Klose; o gol de Gotze na prorrogação do último jogo da Copa. Pelo time titular e reserva, mais comissão técnica e todos que fizeram parte da conquista merecedora do título. Acompanho essa seleção desde a Copa da África do Sul, em 2010, e acho que eles podiam ter levantado a taça lá, mas encontraram uma Espanha em momento mágico pelo caminho, o que adiou a vitória para 2014. O vídeo abaixo representa bem o que foi a passagem deles aqui e nós agradecemos igualmente!


5. O jogo entre Alemanha e Argélia. Vi vários jogos bons, técnica e taticamente, com muitos gols, mas esse foi o melhor da Copa em minha opinião. Revi três vezes!
6. As comemorações loucas de David Luiz e a linda homenagem que fez a James Rodriguez, após a derrota da Colômbia para o Brasil, apontando e dizendo que James é o cara e pedindo aplausos da torcida para a estrela colombiana.
7. Os gols que não saíram no tempo normal e foram marcados durante as prorrogações, no começo ou no fim delas, criando mais nervoso ou tranquilidade, dependendo para quem torcíamos.
8. A entrada inesperada e surpreendente do goleiro reserva da Holanda para defender os pênaltis contra a Costa Rica.
9. A festa das torcidas da nossa América, do Chile ao México e, também, das torcidas marfinense e ganesa, além da torcida japonesa recolhendo o lixo que tinha produzido. 
10. O vídeo de abertura para transmissão dos jogos. O ôoeeeaaa e o menininho lindo, de calção azul e blusa amarela, com a bola nos pés, sorrindo e admirando o país sede do maior espetáculo do esporte, com a bola rolando em várias cidades e todo mundo participando da festa. No Pelourinho, na Amazônia, no centro de São Paulo e na praia, com todos os estádios em destaque nas cidades.


11. A resistência da Costa Rica até a cobrança de pênaltis contra a Holanda. Não perderam um jogo, despacharam Inglaterra e Itália (o que me deixou triste) quando todo mundo achou que seria a seleção que menos teria chances de se classificar no "grupo da morte". Além de ter um técnico simpático e competente, Jorge Luis Pinto.
12. A imagem do Cristo Redentor correndo o mundo! No dia anterior à final, foi iluminado com as cores dos finalistas Argentina e Alemanha, e no dia da final, iluminado pelas cores do Brasil e depois pelas cores da campeã da Copa.
13. O Twitter é a melhor rede social para qualquer evento. Jogos acontecendo e comentários incríveis e pontuais sobre tudo. Sem mimimi e chororô de Facebook. 


Vídeo da BBC que resume a fantástica Copa no Brasil.